Brasília-DF,
19/OUT/2019

Caia na balada: agitos do fim de semana têm samba, reggae e MPB

Dhi Ribeiro e Fundo de Quintal vão comandar o samba na cidade

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Irlam Rocha Lima Geovana Melo* Publicação:20/09/2019 06:00Atualização:19/09/2019 22:03
 (Luis Nova/Esp. CB/D.A Press)

  
Festa do samba

Nesta sexta-feira (20/9), a partir das 20h, a sede da Aruc, no Cruzeiro, recebe a primeira edição do projeto Reduto do Samba. Idealizado pela cantora Dhi Ribeiro com mais alguns sócios e parceiros como a Caliandra Turismo, o projeto busca celebrar as diferentes gerações do samba, desde o samba de raiz até o pagode, que é uma espécie de filho do ritmo. “Nós já vínhamos fazendo eventos desse tipo nos últimos quatro anos. Agora pensamos em um projeto novo que pudesse integrar artistas de reconhecimento nacional com artistas da nossa cidade”, conta Dhi Ribeiro.
 
 (DR Produçoes/Divulgação)
 
Para a estreia, a roda de samba terá a presença do Fundo de Quintal. Criado no fim dos anos 1970, o grupo atualmente é formado por Bira Presidente, Sereno, Ubirany, Ademir, Júnior Itaguaí e Márcio. No repertório, os mais de 40 anos de sucesso em faixas como A amizade, O show tem que continuar e Hoje eu vou pagodear.

Ex-Fundo de Quintal, Milsinho também é uma das atrações. Da capital também há nomes bastante conhecidos na cena local, como da própria Dhi, além de Marcelo Sena e o Café com Samba, que promove rodas na Torre de TV. Entre os novos nomes está a banda brasiliense Di Propósito, que vem ganhando espaço fora da capital federal, e o duo Tá DeMais, composto pelos irmãos gêmeos Bruno e Ramon Bráz, que foi criado em um dos redutos mais conhecidos do samba carioca, as 5 Bocas de Olaria, Zona Norte, próximo ao Cacique de Ramos.

“Nosso objetivo era trazer quem veio antes de mim, quem é contemporâneo e quem está aparecendo agora. Queremos celebrar o samba contemplando as pessoas de todos os estilos. Não só do samba raiz. Queremos unir gerações no mesmo lugar”, completa a cantora.

Além da programação musical, que ocorre em um palco 360 graus — privilegiando o formato de roda de samba —, o Reduto do Samba terá um cenário que remete ao Rio de Janeiro, com réplicas do Cristo Redentor e do Corcovado, mesas para que o público possa ficar mais confortável e uma praça de alimentação. Os ingressos custam R$ 45 (meia) e R$ 90 (inteira). Doadores de um 1kg de alimento não perecível também pagam meia-entrada. Não recomendado para menores de 16 anos.


Farra na Piscina com Ondas


A Piscina com Ondas segue como cenário do Ocupa! 1º Festival de Artes Contemporâneas de Brasília, movimentando os fins de semana da capital até 29 de setembro. O evento aborda os três eixos principais das artes: artes visuais, cinema e música. Clarice Falcão é a headliner da noite deste sábado (21/9) com um show animado, que mistura o melhor dos discos da cantora. “É a primeira vez que a gente tá levando o Tem conserto, ou seja, vai ter bastante música desse trabalho, mas também vamos trazer música do Monomania e do Problema meu, vai ser uma ‘mistureba’”, antecipa a cantora. As bandas brasilienses Lupa e O Tarot também também se apresentam.


Reggae music

 
Neste sábado (21/9), a partir das 22h, o Minas Brasília Tênis Clube (SCEN) será palco da Festa Mais amor. A grande atração é a banda Ponto de Equilíbrio. Referência da reggae music dos anos 1990, o grupo conta com Helio Bentes (vocal), Pedro ‘Pedrada’ Caetano (baixo), Márcio Sampaio (guitarra), Tiago Caetano (teclado), Lucas Kastrup (bateria) e Marcelo Campos (percussão). No repertório estarão os principais sucessos: Novo dia, Estar com você e Mais amor, gravada com Tati Portella, que fará participação especial no show. O line-up tem ainda MC Marechal, Lourena, Douroots e DJ Hugo Drop. Ingressos a R$ 40 (pista — frente palco) e R$ 60 (camarote — VIP elevado). Valores de meia-entrada. Não recomendado para menores de 18 anos.

Música brasileira


A sonoridade do Brasil é o mote da festa Reconvexa, que ocupa o Outro Calaf (SBS, Qd. 2) nesta sexta-feira (20/9), a partir das 22h. Os sons brasileiros fazem parte do repertório dos residentes DJs Pequi e Emídio. O destaque da noite é a banda brasiliense Saci Wèrè. Há dois anos na estrada, o grupo é formado por Abacate (violão), Amanda Machado (voz), Christofer Barea (voz), Danilson Oliveira (baixo), Gui Campos (guitarra) e Fernando Mazoni (bateria). Os ingressos custam R$ 15 (terceiro lote) e R$ 20 (quarto lote). Valores de meia-entrada. À venda em www.sympla.com.br. Não recomendado para menores de 18 anos.
 
 (Pepe Schettino/Divulgação)
 
 

Tributo a Bob Marley


Com seis discos lançados, todos de músicas autorais, Luis Carlinhos está de volta Brasília para apresentações nesta sexta-feira (20/9), às 21h, no Eye Patch Panda (514 Norte, Bloco A, Loja 16) e neste sábado (21/9), às 20h, no Projeto Hidden (estacionamento 10 do Parque da Cidade). O repertório do show tem por base o álbum Luis Carlinhos canta Bob Marley (2018). Acompanhado pelos músicos brasilienses Dido Mariano (contrabaixo acústico) e Sandro Alves (percussão), ele canta músicas do rei do reggae como Waiting in vain, Natural mystic e Three little birds, esta na versão em português com o nome de Três lindas flores. Convidada especial, Izabela Rocha interpreta Carcaça e Já valeu, do cantor e compositor carioca, que fazem parte do repertório da cantora brasiliense. Os ingressos estarão à venda nos locais dos shows por R$ 25 (no Eye Patch Panda) e R$ 30 (no Hidden). Não recomendado para menores de 18 anos.

Outros agitos

7 na Roda, Teresa Lopes, Filhos de Oyá e DJ Luan Padal comandam a terceira edição da Feijuca do Axé. O evento será no domingo, a partir das 12h, no Círculo Operário do Cruzeiro (Cruzeiro Velho). Entrada a R$ 15 (sem feijoada) e R$ 30 (com feijoada). Valores de meia-entrada. À venda em www.sympla.com.br. Classificação indicativa livre.

A Festa do Branco retorna a Brasília com edição neste sábado (21/9), a partir das 23h, na Associação Atlética do Banco do Brasil (SCES, Tc. 2). Dedicada à música eletrônica, a balada terá discotecagem de nomes como Elekfantz, Fabrício Peçanha, Devochka, Galvik e Evoke. Ingressos a R$ 55 (frontstage) e R$ 75 (camarote). Valores de meia-entrada e terceiro lote. Não recomendado para menores de 18 anos.
Tags: música festa

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES