Brasília-DF,
13/NOV/2019

Espaço Cultural Renato Russo recebe o espetáculo 'Sapiens'

Peça conta história desde o Big Bang até os dias atuais

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Devana Babu* - -- Publicação:01/11/2019 06:01Atualização:31/10/2019 18:10

Saulo Pinheiro interpreta mais de 20 personagens para narrar a história da humanidade
 (Rodrigo Carletti/Divulgacao)
Saulo Pinheiro interpreta mais de 20 personagens para narrar a história da humanidade

A história contada na peça Sapiens — A desevolução da espécie é, simplesmente, toda a história desde o Big Bang até os dias atuais, comprimida em pouco mais de uma hora de espetáculo, contada por pouco mais de 20 personagens, cada qual com seu próprio quadro, interpretadas apenas por um ator. Saulo Pinheiro, ator e jornalista brasiliense, ficou cerca de dois anos pesquisando e escrevendo o texto inédito que estreia nesta sexta, no Renato Russo, e fica em cartaz até domingo.

 

Depois de encerrar uma temporada fazendo stand up, o ator se desafiou fazer seu primeiro espetáculo solo. Estimulado pela leitura do best-seller Sapiens — Uma breve história da humanidade, passou a devorar livros sobre o assunto, fosse de história, arte ou ciência. “Eu gosto de ler, ter conhecimento, até para minha evolução como ser humano. Não foi nenhum fardo”, explica Saulo, sobre o processo de pesquisa e criação.

 

Conduzido pelo diretor Abaeté Queiroz, que o iniciou no teatro, Saulo leva ao palco um mosaico formado por diferentes personagens, temas e técnicas, como cordel, monólogo, teatro físico e diálogo, tecendo uma crítica construtiva aos rumos da humanidade. “Do mesmo jeito que nós, como seres humanos, temos no nosso DNA a história de conseguir reverter quadros políticos ou físicos muito difíceis, a mensagem seria de acreditar na humanidade, apesar da desevolução”, comenta. 

 

*Estagiário sob a supervisão de Igor Silveira

 

Serviço

Sapiens — A desevolução da espécie

Espaço Cultural Renato Russo (508 Sul). Sexta, sábado, sempre às 20h, e domingo, às 19h. Espetáculo solo de Saulo Pinheiro, com direção de Abaeté Queiroz, que faz uma sátira esperançosa do desenvolvimento da espécie humana. Ingressos a R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada). Não recomendado para menores de 12 anos. 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES