Brasília-DF,
22/SET/2021

Crise financeira não é desculpa para deixar de celebrar a semana santa

O Divirta-se Mais propõe preparos com pescados que cabem em qualquer orçamento

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Renata Rios Publicação:27/03/2015 06:00Atualização:26/03/2015 12:29

 (Bruno Peres/CB/D.A Press)
A tradição de comer bacalhau na semana santa é uma herança portuguesa, mas, de tão enraizada na cultura gastronômica brasileira, parece ter nascido por aqui. No entanto, não só do famoso peixe de águas salgadas e profundas precisa ser feito o menu da celebração religiosa.

Esta semana, o Divirta-se Mais apresenta uma seleção de preparos com diferentes peixes: do clássico bacalhau norueguês Gadus morhua, servido no Dalí Camões, ao exótico cherne, que recebe toques contemporâneos no Taypá.

Em consequência da alta do dólar e do aumento na procura, os peixes estão mais caros - fato que incomoda chefs, empresários e, principalmente, clientes.

Para agradar ao bolso, os cardápios incluem peixes encontrados com mais facilidade na cidade, como a pescada amarela, que Paulo Maurício, da Noz Panquecaria, usa para turbinar as panquecas.

A sardinha também não fica de fora: empanada, como no Bar Brasília, o preparo funciona como entrada ou petisco para um almoço em família e com amigos.

A uma semana da celebração, coloque as mãos na massa e faça em casa todas as receitas dessa reportagem. Não tem domínio das caçarolas? Sem problema. Basta desfrutar os pratos nas casas selecionadas:


Bartolomeu

Taypá

Bottarga Ristorante

Traíra Sem Espinha

Kimura Sushi

Dom Francisco

Noz Panquecaria

Bar Brasília

Dalí Camões

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK