Brasília-DF,
23/MAR/2019

Cafés produzidos em Alta Mogiana chegam a Brasília

Empresário da cidade trouxe a bebida feita apenas com grãos de região especializada na produção de café

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Renata Rios Publicação:04/09/2015 06:07Atualização:03/09/2015 17:02

Caipiroska de café do Espresso Mogiana 
 (André Violatti/Esp. CB/D.A Press)
Caipiroska de café do Espresso Mogiana

Os cafés produzidos em Alta Mogiana (SP) são amplamente consumidos no Brasil e no exterior. Apesar disso, o empresário Glauco Rodovalho sentia falta da presença deles em cafeterias de Brasília. Dessa lacuna nasceu o Espresso Mogiana, onde todos os grãos vêm da região paulista.


Os grãos, obtidos em parceria com a grife Octavio Café, são moídos na hora, quando o cliente pede o cafezinho. Ele pode ser extraído sob diferentes métodos, como o espresso (R$ 5,50), em que é possível notar a complexidade do café, ou o chemex (R$ 9,50 – 150ml), mais suave. “Os cafés são plantados em uma fazenda em Pedregulho, SP, a 1.200m de altitude e com baixas temperaturas. O frio influi diretamente no dulçor do café”, explica Glauco Rodovalho, um dos sócios do Espresso Mogiana.


Como têm acidez mediana e um retrogosto que remete ao caramelo, os cafés da Alta Mogiana combinam tanto com quitutes salgados, como o clássico casamento com pão de queijo (R$ 7, a porção com cinco unidades), quanto com sabores mais adocicados, onde podem surgir tanto a fatia de bolo de laranja sem lactose (R$ 8) quanto a cheesecake de frutas vermelhas (R$ 9). As notas levemente achocolates também permitem associá-lo ao brownie de chocolate com nozes (R$ 6,90).
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK