Brasília-DF,
18/SET/2018

Banda Kiss faz show pela primeira vez em Brasília nesta sexta-feira

O grupo americano intercala sucessos, como Do you love me, com faixas menos conhecidas, caso de Hide your heart

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Samir Mendes - Diversão & Arte Publicação:24/04/2015 07:00Atualização:23/04/2015 11:53
A banda Kiss é conhecida pela conexão com os fãs em suas performances ao vivo
  (Objetiva/Divulgação)
A banda Kiss é conhecida pela conexão com os fãs em suas performances ao vivo

Um dos grandes desafios de bandas com um bom tempo de estrada é montar um repertório que agrade à maioria dos fãs. Nem sempre isso é possível, mas a julgar pelo que o Kiss tem apresentado na turnê brasileira que já passou por Florianópolis, Curitiba e Belo Horizonte, os fanáticos seguidores que marcarão presença no show de hoje, no Estacionamento do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha , não terão motivos para reclamar.

Gene Simmons (baixo e vocal), Paul Stanley (guitarra e vocal), Tommy Thayer (guitarra e vocal) e Eric Singer (bateria e vocal) estão em Brasília pela turnê que comemora os 40 anos da banda, tempo em que o Kiss já vendeu mais de 100 milhões de discos em todo o mundo e recebeu 28 discos de ouro. Da carreira recheada de sucessos destacam-se Detroit rock city, Do you love me, Calling Dr. love, Love gun e, claro, Rock n’ roll all nite.

“Sabemos que temos que tocar os grandes sucessos, pois é isso que as pessoas querem escutar. Tentamos, também, incluir algumas músicas mais lado B para dar uma diversificada no repertório”, explicou o baterista, Eric Singer, em entrevista ao Correio, citando Hide your heart, do disco Hot in the shade, como uma das menos conhecidas que terão vez.


 
Três perguntas para Eric Singer, baterista do Kiss

Quais são as suas melhores lembranças do Brasil?


Os fãs e os shows que fizemos aí. Eu sei que soa como um clichê, mas o público brasileiro, especificamente, é diferente. Os fãs de cada país têm um jeito único de demonstrar amor pela banda, mas os brasileiros fazem você se sentir querido durante o show inteiro.

Quando a banda monta o set list, leva em conta o fato de que nunca esteve em uma cidade antes?

A montagem do set list é algo que não envolve só a banda. Como o Kiss tem uma produção imensa, os caras que trabalham com a iluminação, vídeo e pirotecnia devem estar a par do que e quando vamos tocar para haver uma sincronia no espetáculo.

Os fãs brasileiros podem esperar algum tipo de homenagem ao país ou à música daqui?

Não preparamos nada desse tipo. Porém, temos um dos melhores frontmen do mundo. Paul Stanley é um daqueles caras que sabe estabelecer uma conexão com os fãs, não importa em qual lugar do mundo estejamos tocando. Tenho certeza de que ele está afiando o português para se comunicar melhor.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES