Brasília-DF,
20/FEV/2018

Último fim de semana do Cena Contemporânea destaca Brasília

Espetáculos de companhias brasilienses tomam espaço em meio a apresentações nacionais e internacionais

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Nahima Maciel Vanessa Aquino Publicação:28/08/2015 06:17Atualização:28/08/2015 09:06
A tragédia Hamlet ganha ares contemporâneos pelas mãos de Adriano e Fernando Guimarães (Ismael Monticelli/Divulgação)
A tragédia Hamlet ganha ares contemporâneos pelas mãos de Adriano e Fernando Guimarães

A diversidade marca o último fim de semana do Cena Contemporânea, com alguns espectáculos novos na programação e outros que ganham segundas apresentações depois de estrear nos palcos da cidade durante a semana. Hoje, o Distrito Federal domina a programação com Quando o coração transborda, do Esquadrão da Vida; Hamlet — Processo de revelação, dos irmãos Adriano e Fernando Guimarães; Desbunde, de Juliana Drummond; e Vinil de asfalto, de Edson Beserra e seu compositor de ideias.


O fazer artístico explorado por meio das relações entre pai e filha e mestre e atriz é o tema de Quando o coração transborda, homenagem a Ary Pára-Raios, criador do Esquadrão da vida e pai de Maíra Oliveira, diretora e intérprete do espetáculo.


O Coletivo Irmãos Guimarães mergulha em um dos clássicos da dramaturgia ocidental, Hamlet, de William Shakespeare para reconstruir em Hamlet — Processo de revelação a narrativa do texto do dramaturgo inglês em diálogo direto com a plateia, com recursos da “performance art”.


Radicada na Alemanha há três décadas, a bailarina brasileira Lina do Carmo traz Capivara, espetáculo inspirado nos desenhos rupestres da Serra da Capivara. “Entrelaçando a arte do movimento na gestualidade de figuras arquétipicas cria-se o que chamo de corporeografia, porque trato o corpo como território do ato espaço-tempo da criação”, explica a artista.


Amanhã entra em cena a ópera Albert Herring, de Benjamin Britten. Com direção artística de Francisco Frias e um elenco de 13 cantores, a peça cômica propõe um enredo diferente daqueles que orientam as óperas tradicionais. “Não tem as tragédias habituais”, avisa Frias.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES