Brasília-DF,
19/NOV/2018

Espetáculo Síndrome da fragilidade traz um olhar diferente sobre a velhice

Em cena, músicos e atores levam ao palco um afetuoso olhar sobre esta fase da vida

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Elô Bittencourt - Especial para o Correio Publicação:17/10/2014 07:00Atualização:17/10/2014 11:55
Peça sugere reflexão sobre a síndrome da fragilidade
 (Diego Bresani/Divulgação)
Peça sugere reflexão sobre a síndrome da fragilidade
"O que imaginávamos sobre a velhice ganhou outro olhar com o passar do tempo", diz Paloma Mel, atriz do espetáculo Síndrome da fragilidade. O termo médico, título da peça, é usado para caracterizar a condição física dos idosos. "Não descaracterizamos o tema, mas criamos nossa própria percepção", afirma o diretor Adalto Serra.

Em cena, músicos e atores levam ao palco um afetuoso olhar sobre a velhice. Paloma acredita que a experiência de entrar num assunto tão pouco explorado fará o público refletir: "o que pensamos sobre a velhice e nossos olhares sobre o passar do tempo mudou muito".

Síndrome da fragilidade
Teatro da Praça de Taguatinga (QNB 01 AE- 01 Setor Central, próximo a Praça do Relógio). Sexta e sábado, às 20h; e domingo, às 16h e às 19h30. Entrada franca. Ingressos distribuídos uma hora antes do início do espetáculo. Não recomendados para menores de 14 anos. Informações: 9555-7754.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES