Brasília-DF,
20/FEV/2018

Exposição Passeio selvagem marca a volta de Raquel Nava à pintura

Brincando com o limiar entre o natural e o artificial, artista usa objetos e pedaços de animais

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Nahima Maciel Publicação:02/10/2015 06:01Atualização:01/10/2015 16:47

Os dois mundos estão juntos nas obras expostas por Raquel Nava na Referência Galeria de Arte
 (Raquel Nava/Divulgação)
Os dois mundos estão juntos nas obras expostas por Raquel Nava na Referência Galeria de Arte

Os elementos orgânicos parecem saltar das fotografias e pinturas de Raquel Nava em cartaz na Referência Galeria. Com curadoria de Graça Ramos, as obras mesclam dois universos que há muito fazem parte do foco de interesse da artista: o mundo artificial e o natural.


Fotografias de partes de corpos de animais empalhados adornados com objetos fabricados pelo homem ou pinturas construídas com papel alumínio, gordura vegetal e a cochonilla do carmim refletem os questionamentos de Raquel.


“Tento entender ou delinear esse limite entre a natureza e o artificial, a matéria orgânica e a que demora a se degradar, em que momento as coisas deixam de ser naturais”, explica a artista.


Com o título Passeio selvagem, a exposição também marca uma volta da artista à pintura, técnica deixada um pouco de lado nos últimos anos em prol da fotografia e de instalações.

Serviço
Passeio selvagem
Exposição de Raquel Nava. Curadoria: Graça Ramos. Visitação até 17 de outubro, de segunda a sexta, das 12h às 19h, e domingo, das 12h às 17h, na Referência Galeria (SCLN 205, Bl. A, lj. 9)

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES