Brasília-DF,
20/SET/2017

Marco Polo, primeiro drama épico do Netflix, mostra a vida do explorador italiano

A narrativa também explora e discute relacionamentos familiares e amorosos

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Publicação:14/12/2014 06:00Atualização:26/01/2015 10:27
As aventuras de Marco Polo são o mote da nova trama do Netflix (Netflix/Divulgação)
As aventuras de Marco Polo são o mote da nova trama do Netflix
Antes mesmo de o serviço de streaming Netflix estrear no ano passado, as suas séries originais de maior sucesso, House of cards e Orange is the new black, o canal já trabalhava na construção de um drama épico. O escolhido foi Marco Polo, seriado sobre a vida do explorador italiano que desbravou o Oriente e, durante muito tempo, foi um dos poucos conhecedores da Ásia no Ocidente.

A produção da trama começou em 2012, mas, após alguns problemas durante as gravações na China, foi deixada de lado. O projeto voltou à ativa neste ano, sob o comando do produtor executivo Patrick Macmanus, que também é responsável pelo roteiro. O Netflix investiu pesado na atração: a estimativa é de que tenham sido gastos US$ 90 milhões para a concepção da primeira temporada.

Não se sabe ao certo se foi intencional, mas Marco Polo desponta como forte concorrente de outra série épica Game of thrones, da HBO. E o motivo? Há muitas similaridades, como o cenário histórico, as disputas de poder e a aposta em cenas de luta - no caso de Marco Polo, especificamente de kung fu - e de sexo que permeiam as atrações. "É um seriado sobre Marco Polo, mas, mais do que isso, é sobre a relação dos personagens. O DNA da atração é o drama", explica Patrick Macmanus.

Os costumes asiáticos também estão presentes no seriado (Netflix/Divulgação)
Os costumes asiáticos também estão presentes no seriado

Desde a última sexta-feira, os 10 episódios já estão disponíveis no portal do Netflix. No entanto, uma semana antes, o capítulo de estreia foi transmitido com exclusividade para o público brasileiro presente no evento Comic Con Experience, em São Paulo. A exibição teve presença do produtor executivo, além dos atores Lorenzo Richelmy (Marco Polo), Olivia Cheng (Mei Lin) e Chin Han (Jia Sidao).

A trama

O seriado é baseado na vida do explorador italiano Marco Polo, interpretado pelo ator novato Lorenzo Richelmy, e se passa na Mongólia. O primeiro episódio situa o espectador da origem de Marco e como o veneziano foi parar do outro lado do mundo após ser traído pelo próprio pai, Nicolau Polo, que faz um acordo para que o filho se tornasse um servo no império de Kublai Khan (Benedict Wong), mongol que quer conquistar todo o território chinês.

"É legal a série poder mostrar as coisas boas que o Marco Polo fez. Também é lindo ter a oportunidade de exibir esse lugares tão bonitos da Ásia", defende Richelmy, que, assim como o personagem, é italiano e chegou a conhecer o território asiático ainda na infância, o que foi bastante importante para construção do papel.

Marco, então, começa a ser treinado ao modo mongol e conta com a ajuda do mestre Cem olhos (Tom Wu) para virar especialista em kung fu. Enquanto Marco Polo se adapta ao estilo de vida na Mongólia do século 13, outras tramas aparecem na série como a disputa entre a família do imperador Kublain Khan pelo poder e a difícil relação dos irmãos Mei Lin (Olivia Cheng) e Chin Han (Jia Sidao), esse último um influente chanceler da corte dos Song, rival de Khan. “A relação deles é algo complicado e destrutivo. É o oposto de amar, mas não chega a ser ódio”, define Olivia Cheng.

Game of thrones retorna com nova temporada em 2015 (HBO/Divulgação)
Game of thrones retorna com nova temporada em 2015

Dedicação nos bastidores

O treinamento intenso dos atores de Marco Polo foi primordial para realizar as cenas de kung fu. Lorenzo Richelmy, por exemplo, passou 7 semanas para aprender as técnicas da arte marcial. "A primeira semana foi difícil. Eu treinava 10 horas por dia. Aprendi a lutar e a cavalgar ao mesmo tempo. Foi muito intenso e, como gravamos cronologicamente a evolução do personagem, também foi minha. Mudei meu inglês, meu corpo", revela.

O mesmo aconteceu com Olivia Cheng e Chin Han. Ela gravou uma cena de confronto totalmente nua contra três guerreiros e precisou treinar bastante para conseguir.

Chin Han, que faz Jia Sidao, um dos vilões da trama, contou que também teve que se dedicar a uma modalidade específica da luta, conhecida como kung fu do louva-a-deus. "Foi muito difícil, porque é um tipo pouco conhecido e que tem poucos mestres que podem ensinar. As posições são complicadas de se fazer. Tive que treinar várias horas por dia para, enfim, ter capacidade de reproduzi-las", explica.

Com superprodução, a série aposta em muitas cenas de luta (Netflix/Divulgação)
Com superprodução, a série aposta em muitas cenas de luta

O original

Marco Polo está sendo comparada a Game of thrones, mas talvez a série ainda tenha que remar muito para atingir o sucesso da concorrente. O programa da HBO, que segue para a quinta temporada, se passa no reino fictício de Westeros e tem como inspiração a saga As crônicas de gelo e fogo, escritas por George R. Martin.

Após uma quarta temporada com mais reviravoltas, a quinta sequência começou a ser gravada na Espanha. A previsão é a nova temporada chegar às telas em abril do ano que vem, simultaneamente, no Brasil e nos Estados Unidos.

Ainda não há muito detalhes sobre a nova fase, porém sabe-se que, como no livro, a história abordará novos ambientes como a região de Dorne, que ficou conhecida pelos telespectadores com a inserção do personagem Oberyn Martell (Pedro Pascal) na temporada anterior.

O ator brasileiro Lino Facioli, que interpreta Robyn Arryn na trama, esteve recentemente no país para participar de um evento sobre cultura pop e fez de tudo para despistar os fãs sobreo enredo que será abordado da nova temporada. Disse não saber o que acontecerá com o seu personagem, nem com a série.

Leia a crítica de Marco Polo:

O primeiro capítulo de Marco Polo é surpreendente. Apesar da trama ter como base as histórias do explorador italiano, ela vai muito além de uma biografia e acaba trazendo ao foco questões de relacionamentos como as complicadas relações de Marco Polo com o pai, do imperador Kublai Khan com seu reino, e dos irmãos Mei Lin e Jia Sidao.

O que também impressiona são os passos coreografados de kung fu. É perceptível a dedicação do elenco para aprender a arte macial e, principalmente, a enfâse em boas lutas dadas pelo roteiro. O cenário também é impecável. Ao gravar em três países e contar com auxílio de efeitos especiais, a série, realmente, consegue chegar a um nível próximo da qualidade da "concorrente" da HBO, Game of thrones.

Seguindo um padrão também de GOT, a trama traz ainda sexo e violência em peso, o que pode desagradar aos espectadores mais conservadores. O certo é que uma trama para ficar de olho.

Confira o teaser da série:

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK