Brasília-DF,
16/DEZ/2017

Divirta-se Mais mostra como é possível poupar sem abrir mão da boa gastronomia

Em tempos de recessão, a palavra de ordem é economia. Confira o especial

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Renata Rios Publicação:03/07/2015 06:00Atualização:02/07/2015 14:08

 (Vinícius Goulart/Divulgação, Carlos Moura/CB/D.A Press e Minervino Junior/CB/D.A Press)
Em tempos de crise é necessário cortar despesas. Na hora de escolher o que enxugar, comer fora fica no topo da lista. Para não perder esse mercado, restaurantes investem em opções mais acessíveis para atrair a clientela que a crise levou. O segredo é a criatividade.

Algumas fórmulas são muito utilizadas, como o prato do dia. Dessa forma, o cliente pode comer um preparo a preço acessível, enquanto a casa consegue fazer um planejamento melhor. "É mais fácil de se planejar e dá para negociar os preços das matérias-primas", comenta Lorene Lima, proprietária do Le Mouton.


Outra saída são os menus executivos, que têm a proposta de baratear, pois reúnem entrada e prato principal. "As receitas não podem ter um custo muito caro para mim, senão preciso repassar para os clientes, mas isso não significa que a qualidade caia", explica Gianluca Scribano, chef e proprietário da Trattoria Mediterrânea.

Uma forma divertida são as promoções. No Il Pan-drino, quando a consumação de bebida passa de R$ 25, o cliente pode se servir à vontade no bufê de petiscos italianos. "Os gastos subiram, mas não iremos repassar esse aumento aos clientes", promete a ítalo-brasileira Rejane Cadore.

Confira os endereços das casas citadas na matéria:


Il Pan-drino

Dona Lenha

São Paulo

Trattoria Mediterâneo

Sanuki lanches

Sumô Med

Moisés

Le Mouton

Antique

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK